Vinte anos sem Teleco
Arquivo Corinthians

Um dos maiores ídolos da história do Corinthians faleceu 20 anos atrás, no dia 22/07/2000, aos 86 anos. Uriel Fernandes, o Teleco, iniciou sua carreira no futebol pelo extinto Britânia, no Paraná, e logo chamou a atenção do Corinthians. 

Teleco foi contratado pelo Timão em 1934 e permaneceu no clube por dez anos. Marcou diversos gols com uma jogada característica: virar o corpo no ar para alcançar a bola. Era um centroavante rápido, forte, driblava com elegância, passava bem a bola, batia tanto de direita quanto de esquerda e fazia gols de cabeça. Era um jogador completo. Virou ídolo em 1937, quando terminou como artilheiro do Paulistão pela terceira vez consecutiva, com 15 gols.

Teleco conquistou o tricampeonato estadual de 1937/38/39 e a quarta taça do torneio em 1941. Realizou sua última partida pelo Timão em 1944 contra o Ypiranga, no Pacaembu.

Durante os dez anos no Corinthians, atuou em 246 jogos e fez 251 gols, sendo o terceiro maior artilheiro da história do clube. Contra o Palmeiras fez 15 gols. Pelo Corinthians, sua média de gols foi de 1,02 gol por partida, maior que a média de Pelé, que é de 0,93 por jogo.

Após sua aposentadoria, voltou ao Corinthians em 1967, mas dessa vez para cuidar da Sala de Troféus, permanecendo até 1991. Em 2019 o Corinthians inaugurou um busto em homenagem ao ex-atleta no Parque São Jorge.

Foto do busto do Teleco no Parque São Jorge

Fontes: Corinthians; Livro: Corinthians - O time do povo. André Martinez. Editora Lafonte, 2013.