Ramiro fala da situação atual da equipe em entrevista coletiva
Rodrigo Coca / Agência Corinthians

Ramiro realizou uma coletiva online na tarde desta sexta-feira (04).

 O meia comentou que participar do primeiro jogo com o novo nome do estádio, agora Neo Química Arena e ter a vitória sobre o adversário fará com que o nome dos jogadores fique para a história do clube.

 Sobre seu entrosamento com Cantillo, de quem recebeu assistência em dois lances nos dois últimos jogos, o atleta disse que Cantillo está desempenhando a função de passe longo e que é importante que a equipe se conheça melhor para aproveitar as características de cada um.

 Sobre o fato de as equipes estarem alterando bastante as escalações, o jogador disse que o ideal é a equipe ser repetida para a evolução da equipe, porém, devido ao calendário apertado por causa da paralisação pela pandemia, repetir a equipe é muito difícil.

 Em relação ao técnico Tiago Nunes estar mudando a forma de jogo, Ramiro disse que a comissão técnica está buscando a evolução, porém o treinador tem que se adaptar ao elenco que possui e que todos, tanto jogadores quanto comissão técnica, estão dando seu melhor. 

 Em relação ao Campeonato Brasileiro, o atleta falou que é preciso brigar pela vaga na Libertadores e, subindo na classificação, irão buscar o título do Brasileiro. Para ele, “é uma situação em que a camisa do Corinthians e a história exige de quem está aqui dentro do clube, e a gente vai brigar até o final por isso”.

 Sobre os salários dos jogadores, que estão atrasados, Ramiro comentou que é um assunto delicado pois todo trabalhador quer receber corretamente, porém a equipe entende a situação e que a diretoria está sendo transparente neste assunto. Ele ainda enfatizou que o clube não precisou fazer demissões, o que é positivo.