Avatar do(a) Diego Lucio
Diego Lucio
@diego_lucio
Dérbi não se joga! Dérbi se ganha! E o Corinthians nem jogou e nem ganhou
Rodrigo Coca / Agência Corinthians

Por mais que todo corinthiano que se preza, nunca desiste do time, esse resultado já era esperado. O Palmeiras era franco favorito mesmo com o time alternativo, imagina então com o time principal?! Pra piorar, o pouco inspirado time do Corinthians esteve nos seus piores dias. O resultado saiu barato ainda: 2x0 para nossos rivais.

O placar culminou na demissão do técnico Vagner Mancini logo após a partida. Mas será que a culpa era só do treinador?

Como foi o jogo?

Na primeira etapa, o desastre já estava desenhado. A bola queimava no pé do Corinthians e a saída de jogo era tenebrosa. O Palmeiras tinha pleno domínio, e uma hora o gol ia sair. Aos 11 ele saiu. Cruzamento da direita, a zaga furou e Rony finalizou pra defesa de Cássio. No rebote, Victor Luís abriu o placar. Corinthians 0x1 Palmeiras.

Os erros só continuaram, e a mediocridade do meio-campo também foi exposta. Gabriel e Ramiro deram um show de passes errados, e mataram diversas jogadas do Corinthians. O Palmeiras continuou mandando no jogo e tendo as melhores chances, principalmente nos erros da nossa defesa.

Publicidade - Continua abaixo

No 2° tempo, Mancini colocou Mosquito e Mateus Vital, mas as trocas não surtiram muito efeito. Os erros foram os mesmos na saída de bola, e o Palmeiras sempre esteve mais perto do segundo gol, que o Corinthians do primeiro.

Aos 30, veio o golpe final. Em contra-ataque rápido, Luiz Adriano e Rony tabelaram, e a zaga corinthiana só assistiu. Luiz Adriano ficou com a bola e teve espaço pra chutar e ampliar. Corinthians 0x2 Palmeiras.

Apesar do rival ter sido superior o tempo todo, ainda tivemos a chance de descontar, após pênalti em cima de Gustavo Mosquito. Luan assumiu a responsa, mas bateu no travessão.

O jogo teve ainda uma confusão ou outra entre os atletas, mas terminou dessa maneira melancólica para o Corinthians. Eliminação no Paulistão para nosso maior rival!

Publicidade - Continua abaixo

Análise

A expressão ‘choque de realidade’ nunca foi tão real quanto nesse domingo. É certo dizer que o Corinthians havia enfrentado apenas um grande adversário em condições normais nessa temporada de 2021. O que seria esse normal? Um time bom, um time completo e em um jogo que vale de verdade. Esse único adversário foi o Peñarol, e perdemos as duas partidas. Então, a discutível boa fase após a mudança de esquema, foi bem ilusória. O Corinthians de Vagner Mancini é isso aí. Aliás, foi isso aí! Pois o treinador não comanda mais o clube após a partida de hoje. O cheiro já era de demissão desde o início dessa temporada, e uma vexatória derrota para o Peñarol, seguida de uma dolorosa eliminação em um Dérbi, culminaram no óbvio.

O que esperar daqui pra frente? Infelizmente são atuações dolorosas como as de hoje. Não tem de onde tirar desses atletas. O próximo técnico terá um trabalho tão grande quanto o de Fábio Carille, quando pegou aquele ‘catadão’ entre 2016 e 2017. Aliás, por que a diretoria não ‘faz as pazes’ com o técnico, e faz aquela proposta despretensiosa? Não dá pra ver ninguém que assumiria esse cargo em situação tão adversa, que possa tirar algo dessa equipe.

Veremos quais serão os próximos capítulos.

Destaque individual: GUSTAVO MOSQUITO

Nada brilhante, porém as melhores jogadas saíram de seu pé, incluindo o pênalti perdido por Luan.

Publicidade - Continua abaixo

Destaque negativo: RAMIRO

Muitos poderiam ser citados aqui, mas escolhemos Ramiro por ser o retrato desse time. Um jogador que já mostrou ter potencial, é esforçado demais dentro de campo, porém sofre com a bola no pé. Essa definição cabe pra boa parte desse elenco do Corinthians.

E agora?

O Corinthians volta à campo nos próximos dois meios de semana, apenas para cumprir tabela na Sul-Americana, competição onde já está eliminado. Nesta quinta(20), recebe o Sport Huancayo, e no dia 26, recebe o River Plate-PAR.

No final de semana seguinte, já começa o Brasileirão em duelo contra o Atlético-GO.