Avatar do(a) Diego Lucio
Diego Lucio
@diego_lucio
Cadê o 'Mancinismo'? Corinthians perde mais uma e se afasta da briga pelo G6 do Brasileirão
Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

O bom futebol que consagrou o 'Mancinismo' está desaparecido! Em mais uma noite para se esquecer, o Corinthians perdeu para o Bahia por 2x1, e fica mais distante da briga por uma vaga na Libertadores. Os gols do adversário foram marcados por Gilberto e Ramírez, e o do Timão foi marcado pelo volante Gabriel.

Mas como explicar mais um tropeço? Como explicar essa falta de maturidade na reta final do Brasileirão? Tentamos explicar o que aconteceu em mais uma noite 'daquelas'?

1º tempo

O Corinthians começou melhor a partida e com muito mais posse de bola. Mas não conseguiu converter em real perigo essa superioridade em campo. As peças mais perigosas eram Araos e Gustavo Mosquito. Mas uma bola parada, virou o jogo de ponta-cabeça. Rossi cobrou falta na área, Cássio tirou mal a bola sobrou para Ronaldo. O volante chutou ‘mascado’ mas a bola sobrou para Gilberto que colocou pra dentro. Bahia 1x0 Corinthians.

Assim como nas últimas partidas onde saiu atrás do placar, o Corinthians sentiu o gol e parou de criar. Ficou um jogo chato e sem objetividade. Mas o Bahia só queria um errinho da defesa alvinegra pra ampliar. E esse erro aconteceu! No final da primeira etapa, Fábio Santos (mais uma vez) arma o contra-ataque adversário depois de um passe errado. Bruno Mendez tenta consertar e piora de vez. O Bahia acertou o contra-ataque e a bola sobrou para Ramirez ampliar. Bahia 2x0 Corinthians.

Entre uma trapalhada ou outra do árbitro Ricardo Marques e do VAR, ficou nisso.

2º tempo

Diferente do que se esperava, o Corinthians não voltou melhor, e Vagner Mancini logo teve que mexer. Mas com que peças, sendo que o banco foi desfalcado pelo ‘surto de covid-19’? Uma peça em específico entrou para melhorar demais o setor ofensivo alvinegro: Gabriel Pereira. Aos 25 minutos, o jovem deu lindo passe para o volante Gabriel, que se aventurou como atacante e descontou para o Timão. Bahia 2x1 Corinthians.

Só que a criatividade do Corinthians ficou por aí. Jonathan Cafu e Ederson entraram, mas não dava para esperar muita coisa né? Um show de chuveirinhos para Jô, que nada pode fazer contra uma defesa bem postada do Bahia.

Análise:

Parece chover no molhado, pois dizemos toda vez aqui no pós-jogo. O Corinthians não sabe sair perdendo. O time de Mancini estava jogando bem e tinha volume de jogo. Mas o gol (mais uma vez em falhas individuais) acabou com o time. Foi um baque gigantesco. Aquele volume sumiu, e o time parecia outro. E aí não dá pra contar com o banco de reservas, que já costuma ser fraco e hoje veio ainda mais desfalcado.

Quanto ao Brasileirão, temos que entender que a vaga na Libertadores vai se afastando, mas ainda é possível. Porém, muita coisa tem que mudar, tanto no que diz respeito à qualidade do time, quanto à maturidade do elenco alvinegro.

Destaque individual: GABRIEL PEREIRA

Mais uma vez, GP foi jogado na fogueira, e não se escondeu. Foi pra cima, mostrou qualidade e arrumou uma bela assistência para o gol do Corinthians no jogo.

Destaque negativo: FÁBIO SANTOS

Assim como na última partida, muitos jogadores poderiam estar aqui. Mas o lateral-esquerdo destoou e suas falhas foram fundamentais para o placar adverso. Mais um contra-ataque ‘armado’ por ele que o adversário aproveita. Por mais que o jogo já estivesse 1x0, a virada que já parecia improvável, ficou ainda mais impossível.

Como fica o Corinthians no Brasileirão?

Sem o famoso ‘jogo a menos’, o Corinthians estaciona nos 45 pontos e trava na 9ª colocação. Agora o Timão tem a mesma pontuação que o Ceará em 8º e ficou bem distante do Fluminense que é o 7º com 50 pontos até o momento.

Pela 33ª rodada, o Corinthians enfrentaria o Santos, mas como o time da Vila Belmiro está envolvido na final da Libertadores, o Timão voltará a ficar com um jogo a menos. Agora a equipe de Mancini volta à campo no próximo dia 3 contra o Ceará em jogo da 34ª rodada.