Raphael Ponce
BMG renova até 2026, mas deixa patrocínio master
Daniel Augusto Jr. / Agência Corinthians

O banco BMG acertou juntamente com o Corinthians a renovação por mais 5 anos do patrocínio, em novos moldes. A partir de agora a marca do banco não ocupará mais o principal espaço da camisa corinthiana, mas sim a omoplata.

O clube prometeu novidades para correntistas do Banco, com vantagens e benefícios exclusivos.

Com a saída do banco do patrocinador master, o local fica momentaneamente vago. Há boatos e indícios dentro do clube do Parque São Jorge que quem ocupará o espaço principal será a mesma empresa que detém os namings rights da arena corinthiana, a Hypera Pharma, com o logo da Neo Química.

Polêmica no passado

Em 2019, quando o patrocínio foi anunciado, houve uma série de divergências entre os valores informados, pois inicialmente foi revelado que o patrocínio seria de 30 milhões de reais, porém mais tarde descobriu-se que se tratavam de 12 milhões, mais valores variantes conforme algumas metas.

O clube em nota na época disse se tratar de uma previsão conservadora de adesão por parte da torcida, e que os 30 milhões se tratava de um adiantamento por parte do Banco.