Artigos

Avatar do(a) Matheus Magossi Ruiz
Matheus Magossi Ruiz
@magossi_txt
Eu nunca me enganei, Doutor!
Corinthians / Divulgação

Sócrates Brasileiro Sampaio de Souza Vieira de Oliveira, o Doutor Sócrates, completaria hoje 67 anos. Um dos maiores ídolos da história do Corinthians, chegou ao clube em 1978 vindo do Botafogo-SP após brilhante atuação contra o Corinthians.

Formado na USP em medicina, fazia parte da vida política da faculdade e continuou fazendo parte na do clube e do país. Fundou, junto a Wladmir e Casagrande, a Democracia Corinthiana. Esse movimento, surgido durante a ditadura militar, queria que todas as decisões do clube fossem democráticas, que todos se posicionassem, do camisa 10 ao roupeiro.

Figura marcante e excêntrica, falava o que pensava e fazia o que queria. Chegou a comprar um carro de cor verde durante uma fase ruim do clube, o que gerou revolta por parte da torcida alvinegra. Em campo, era dono de um passe de calcanhar sem igual, além dos seus 172 gols marcados pelo TImão nos seus 298 jogos com o manto. Conquistou os campeonatos paulista de 1979, 1982 e 1983.

Publicidade - Continua abaixo

Sócrates nos deixou no dia 4 de dezembro de 2011. A frase “quero morrer em um domingo com o Corinthians campeão” dita por ele pareceu uma profecia. No dia de seu falecimento o Timão se sagrou pentacampeão brasileiro e diversas homenagens foram feitas ao ídolo.

Doutor, eu nunca me enganei. O meu, o teu, os nossos corações sempre foram corinthianos. E mesmo que parem de bater, sempre seremos Corinthians!